Estratégia Competitiva para Produtividade da Empresa – Parte 3 / 3


Prof. Carlos Maurício Duque dos Santos
Mestre e Doutorando em Ergonomia pela Escola Politécnica da USP em Engenharia de Produção.
Professor de Ergonomia da UNIP-Universidade Paulista nos Cursos de Pós-Graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho e Engenharia de Produção.
Diretor da ABRAPHISET e Consultor de Empresas na Implantação de Programas de Ergonomia para Prevenção das LER/DORT e melhorias da Qualidade de Vida no Trabalho (QVT).
mauricioduque@uol.com.br
PARTE 3/3

5. O PROJETO ERGONÔMICO: TIPOS E ABRANGÊNCIA

Apresentamos a seguir, os tipos e abrangência dos projetos tanto no seu enfoque ergonômico tradicional, quanto no seu enfoque ergonômico global.

5.1 Projeto Ergonômico de Posto de Trabalho Tradicionais: nos postos de trabalho tradicionais considera-se apenas os aspectos antropométricos (dimensões adequadas aos usuários de uma determinada faixa de estatura) e os aspectos biomecânicos (posturas, movimentos corporais, esforços físicos, alcances visuais, etc.).

5.2 Projeto Ergonômico de Posto de Trabalho Global: nos postos de trabalho informatizados e automatizados considera-se, além dos aspectos antropométricos e biomecânicos, os aspectos psicológicos e cognitivos no trabalho, bem como, os aspectos operacionais (métodos e processos de produção, softwares, etc.), os aspectos organizacionais (normas de produção, horários, pausas, etc.) e ainda os aspectos ambientais (iluminação, ruído, temperatura, ventilação, qualidade do ar, e etc.). O enfoque ergonômico global funciona como um processo de engenharia simultânea para desenvolvimento do projeto ergonômico, onde tudo se integra e interage.

6. OBJETIVOS DO PROJETO ERGONÔMICO

  • Qualquer que seja a abrangência e enfoque do projeto ergonômico do posto de trabalho, estes devem atingir os seguintes objetivos:
  • Adequar o posto de trabalho aos limites e capacidades do indivíduo (física, psicológica e cognitivamente).
  • Otimizar as condições de trabalho para conquistar eficácia, eficiência, produtividade e qualidade.
  • Proporcionar condições para desenvolvimento da criatividade e participatividade dos funcionários/colaboradores.
  • Evitar o erro humano, prevenir acidentes e doenças ocupacionais;
  • Proporcionar conforto, segurança, qualidade de vida, bem-estar e satisfação no trabalho.

7. CONCLUSÕES

As empresas que tem como meta tornarem-se competitivas para sobreviver no mercado globalizado, devem se utilizar da Ergonomia como estratégia para otimizar as condições de trabalho e diminuir as influências nocivas a saúde física e mental dos funcionários / colaboradores, e também, proporcionar meios para que estes possam ser criativos e participativos em suas organizações.

Os profissionais de Segurança e Medicina do Trabalho, devem se preparar para os problemas do presente e se capacitar para os desafios do futuro, onde a Ergonomia será sua principal ferramenta para integração e interação com os setores produtivos e administrativos de suas organizações.

O projeto ergonômico do posto de trabalho ( tradicional ou global ) será uma necessidade do ponto de vista social ( pois leva em consideração a saúde física, psicológica e cognitiva do indivíduo ), portanto de interesse dos governos; e do ponto de vista econômico ( pois terá meios de produzir mais e com melhor qualidade), o que é de interesse da empresa e dos empresários.

Com a futura ISO 18.000 que trata de Saúde e Segurança, que em breve estará aportando em nosso país, exigirá das empresas um amplo programa de melhorias de condições de trabalho e de qualidade de vida no trabalho, e a Ergonomia, mais uma vez, será utilizada para suprir esta nova demanda, onde o projeto ergonômico do posto de trabalho será o foco central da questão.

Desta forma, a tecnologia ergonômica e o projeto ergonômico do posto de trabalho, deverá proporcionar uma contribuição importante aos governos e as empresas para harmonizar a relação entre o capital e trabalho, e também, será um item de vital importância para a melhoria da qualidade e da competitividade das empresas no mundo globalizado.

Este artigo foi útil para você?

Deixe uma resposta