Revista EngWhere
Revista EngWhere
  • A+
  • A-
  • Reset

ORÇAMENTOS, PLANEJAMENTOS E CANTEIROS DE OBRAS

Ano 04 • nº 37• 01/12/2004
Revista EngWhere
 
Nesta Edição

Orçamento de Obra:o DI sem Segredos
Marketing Empresarial: Política de Pessoal
Qualidade Total: Modernização das Normas Série ISO 9000
Engenharia: Um dia a Casa Cai
Ética e Educação: Ética das Virtudes (cont.)
Gestão Ambiental:Deus Está nos Detalhes

Se você ainda não tem, adquira já!

ENGWHERE - O MELHOR E MAIS COMPLETO SOFTWARE DE ORÇAMENTO E PLANEJAMENTO DE OBRAS BRASILEIRO DA ATUALIDADE.

Alta tecnologia, qualidade e suporte personalizado trabalhando para o seu sucesso profissional.
Para adquirir ou obter mais informações, envie-nos um email sob o assunto:
Tenho interesse em saber mais para adquirir o EngWhere

Se você já tem, obrigado pela confiança e, por favor, nos recomende para seus colegas...

   O DI . ORÇAMENTO DE OBRA

Estabelecendo Critérios: o DI Padrão

ITEM
DESCRIÇÃO
UNID.
DUR.
QUANTID
CUSTO UNITÁRIO
CUSTO TOTAL
OBSERVAÇÕES
1.
EDIFICAÇÕES
01
ALOJAMENTO BÁSICO
1
.
145,00
-
2,47m² por cama ou beliche + circulação 1,00m = 3,4 m²/operário alojado
02
ALOJAMENTO - ASSISTENTE TÉCNICO / ENC
1
.
175,00
-
6,00 m²/pessoa + circulação
03
ALOJAMENTO ENGENHEIROS / N. UNIVERSITÁRIO
1
.
175,00
-
12 m² / engenheiro + circul. + banheiro = 18 m² / engenheiro
04
GUARITA
1
.
190,00
-
05
REFEITÓRIOS
1
70
175,00
12.250,00
1,00m²/usuário+circulação (2 turnos adotar 0,6m²/usuário) - acrescentar pessoal indireto
06
COZINHA / DEPÓSITO
1
30
175,00
5.267,50
35% e 8 % da área do refeitório
07
ÁREA DE LAZER
1
145,00
-
08
AMBULATÓRIO
1
21
175,00
3.675,00
Acima de 50 operários (mínimo 30 m³ segundo DER)
09
ESCRITÓRIO
1
90
175,00
15.750,00
Média 10 m²/pessoa com mesa
10
CHAPEIRA / APONTADORIA
1
6
200,00
1.200,00
11
LABORATÓRIO
1
145,00
-
12
SANITÁRIO COLETIVO
3
20
175,00
10.500,00
1 Sanitário (1 m²) / 1 mictório / 1 lavatório / 1 chuveiro para cada 20 operários
13
SANITÁRIO COLETIVO N. MÉDIO
1
20
175,00
3.500,00
14
VESTIÁRIOS
1
50
145,00
7.250,00
1,50m² por trabalhador (dividir por 2 turnos e descontar área dos sanitários)
15
ALMOXARIFADO
1
80
145,00
11.600,00
16
OFICINA MECÂNICA
1
130,00
-
17
POSTO DE ABASTECIMENTO
1
145,00
-
18
PÁTIO DE ARMAÇÃO E CARPINTARIA
2
66
90,00
11.880,00
Mínimo 11,00m (comprimento do vergalhão)
19
DEPÓSITO DE EXPLOSIVOS
1
280,00
-
Alvenaria / parede dupla
20
RAMPA DE LAVAGEM
un
1
1
1.200,00
2.000,00
21
PRAÇA DE ESPORTES
vb
1
5.000,00
-
22
BASES CENTRAL DE CONCRETO
vb
1
5.000,00
-
23
BASES CENTRAL DE BRITAGEM
vb
1
6.880,00
-
Concreto = $860/m³ (set/04)
24
CONTAINER METÁLICO (Locação)
7
Cotar
TOTAL
453
84.872,50
2.
URBANIZAÇAO
01
LIMPEZA DA ÁREA
1
1.000
1,08
1.080,00
Preço DER-SP
02
URBANIZÇÃO
vb
1
1
10.000,00
10.000,00
03
DRENAGEM
vb
1
1
750,00
750,00
04
CERCA
m
1
200
4,00
800,00
TOTAL
12.630,00
3.
REDES
01
REDE DE ÁGUA POTÁVEL
vb
1
1
2.000,00
2.000,00
02
REDE DE ÁGUA INDUSTRIAL
vb
1
1
1.000,00
1.000,00
03
REDE AR COMPRIMIDO
vb
1
-
-
04
REDE INCÊNDIO
vb
1
-
-
05
REDE DE ESGOTO
vb
1
1
5.000,00
5.000,00
06
REDE ELÉTRICA
vb
1
1
5.000,00
5.000,00
07
REDE DRENAGEM
vb
1
-
08
LINHA DE TRANSMISSÃO
km
1
-
09
POÇO ARTESIANO
un
1
-
10
FOSSA SÉPTICA
un
1
2
3.000,00
6.000,00
175 l/pessoa
TOTAL
19.000,00
4.
MOBILIÁRIO
01
MÓVEIS ALOJAMENTOS BÁSICOS
cj
1
30
130,00
3.900,00
Beliche: R$ / Colchão: R$ /
02
MÓVEIS ALOJAMENTOS TÉCNICOS
cj
1
10
250,00
2.500,00
03
MÓVEIS RESIDÊNCIA
cj
1
1
800,00
800,00
04
MÓVEIS REFEITÓRIO
vb
1
1
3.000,00
3.000,00
05
EQUIPAMENTOS, UTENSILIOS DE COZINHA
vb
1
1
500,00
500,00
06
EQUIPAMENTOS AMBULATÓRIO
vb
1
1
1.500,00
1.500,00
07
MÓVEIS ESCRITÓRIO
cj
1
10
150,00
1.500,00
08
EQUIPAMENTO CHAPEIRA
vb
1
1
850,00
850,00
09
LABORATÓRIO DE SOLOS - CONCRETO
vb
1
-
10
SERVIÇOS TOPOGRÁFICOS
mês
1
-
11
MÁQUINAS CORTE E DOBRA DE FERRO
cj
2
1.500,00
-
12
MÁQUINAS PÁTIO DE CARPINTARIA
cj
2
400,00
-
13
FERRAMENTAL OFICINA
vb
1
12.000,00
-
14
MÓVEIS ALMOXARIFADO
vb
1
1
2.000,00
2.000,00
15
FERRAMENTAL
gl
1
1
3.066,06
3.066,06
MOD inclusa nos ES (2%)
TOTAL
19.616,06
5.
OPERAÇÃO CANTEIRO      
01
MANUTENÇÃO DE EDIFICAÇÕES E REDES
H x mês
1
6,50
-
Eletricista / Pedreiro
02
OPERAÇÃO DE ALOJAMENTOS
H x mês
1
2,00
-
Zeladores
03
OPERAÇÃO DE CANTINA
H x mês
1
-
Cantineiro
04
OPERAÇÀO SERVIÇOS MÉDICOS
H x mês
1
1,60
-
05
MATERIAIS DIVERSOS DE ESCRITÓRIO
mês
7
1
143,04
1.001,28
U$ 4 / funcionário com mesa
06
TELEFONE
mês
7
1
1.750,00
12.250,00
07
EPI (MOI)
gl
1
1
3.180,00
3.180,00
08
VALE TRANSPORTE
gl
1
-
Ônibus? // Descontar 6 % salário do funcionário
09
PLACAS DA OBRA / SINALIZAÇÃO
vb
1
1
1.500,00
1.500,00
10
ENSAIOS DE LABORATÓRIO
-
10a
Ruptura CP concreto
un
1
140
8,00
1.120,00
4,2 CPs a cada 30m³ / moldagem / transporte e controle exclusos
10b
Ensaios do aço
un
1
29
40,00
1.142,86
1 ensaio a cada 3,5 t // 100kg/m³ (quantitativos estimados-aferir)
10c
Solo / agregados / esclerometria / estudo de traço / etc
vb
1
1
-
11
MICRO COMPUTADORES
un
1
4
3.000,00
12.000,00
Inclus. Impressora
12
MOBILIZAÇÃO DE PESSOAL (passagens)
un
1
35
25,00
875,00
13
DESMOBILIZAÇÃO DE PESSOAL (passagens)
vb
1
35
25,00
875,00
14
MOBILIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS (próprios)
viagens
1
2
750,00
1.500,00
15
ENERGIA ELÉTRICA (contas)
mês
7
1
2.200,00
15.400,00
16
ALUGUEL DE IMÓVEIS
mês
7
5
550,00
19.250,00
Incluir água / luz ?
17
ESCRITÓRIO NA CIDADE
mês
1
750,00
-
18
MATERIAL DE CONSUMO NA OFICINA
mês
7
1
250,00
1.750,00
19
SERVIÇOS EXTERNOS OFICINA
mês
7
1
100,00
700,00
20
INSTALAÇÃO ANTENA INTERNET
vb
1
1
2.020,00
2.020,00
Preços Star-One - Set/04
21
PROVEDOR INTERNET
mês
6
1
539,00
3.234,00
"
22
VIAGENS / ESTADIAS
mês
7
1
300,00
2.100,00
TOTAL
79.898,14
6.
EQUIPAMENTOS
01
UTILITÁRIO KOMBI
mês
7
1
2.000,00
14.000,00
02
ÔNIBUS
mês
7
1
2.750,00
19.250,00
03
AMBULÂNCIA
-
04
CAMINHÃO MUNCK
mês
7
1
13.200,00
92.400,00
05
CAMINHÃO COMBOIO
mês
1
14.000,00
-
06
CAMINHÃO PIPA
mês
1
15.000,00
-
07
CARRETA E PRANCHA BAIXA
vg
1
1.500,00
-
08
FURGÃO
1
-
09
MOTONIVELADORA / MANUTENÇÃO ACESSOS
mês
0,5
1
16.000,00
8.000,00
10
PICK UP
mês
7
1
1.800,00
12.600,00
11
SEDAN
mês
7
1
1.200,00
8.400,00
12
RÁDIO TRANSMISSOR - BASE FIXA
mês
1
220,00
-
13
RÁDIO TRANSMISSOR - BASE MÓVEL
mês
8
18,00
-
14
BETONEIRAS ELÉTRICAS 320 L
mês
7
2
1.249,60
17.494,40
15
BOMBAS D´ÁGUA
h
40
4
7,40
1.184,00
16
MÁQUINA DE SOLDA
mês
3
1
3.300,00
9.900,00
17
ESTAÇÃO TOTAL
mês
4
1
2.400,00
9.600,00
18
GRUPO GERADOR 90 KVA DIESEL (RESERVA)
mês
6
1
2.500,00
15.000,00
Preço DER-SP
19
GRUA / GUINDASTE
mês
1
1
26.000,00
26.000,00
20
PÁ CARREGADEIRA C. CONCRETO / BRITADOR
mês
1
-
Incluso C. Direto (?)
TOTAL
233.828,40
7.
DIVERSOS
01
LEVANTAMENTOS TOPOGRÁFICOS
vb
1
-
Topógrafo / ajudantes já inclusos
02
PROJETO COMPLETO
vb
1
1,00
-
03
PLANEJAMENTO / ASSESSORIA
vb
1
-
04
FOTOGRAFIAS
vb
1
1
300,00
300,00
05
CÓPIAS HELIOGRÁFICAS / XEROX
vb
7
3.000
0,05
1.050,00
06
DESPESAS LEGAIS Aferir
06a
Impostos / multas
vb
1
-
06b
Certidões / Alvarás / Licenças
vb
1
-
06c
Habite-se
vb
1
-
06d
Taxa Tapume
vb
1
-
06e
Crea
vb
1
-
07
SEGUROS
vb
1
-
Aferir
08
LIGAÇÕES DEFINITIVAS
vb
1
-
09
EQUIPAMENTOS DE ESCRITÓRIO
vb
1
1
9.000,00
9.000,00
10
MATERIAL DE LIMPEZA
mês
6
1
149,00
894,00
US$ 50,00 / mês - obras médias
11
CONTAS DE ÁGUA
l
6
1
2.185,30
13.111,80
12
ESGOTO
gb
1
2.185,30
-
13
COMBUSTÍVEL (somente diretos)
13a
Óleo díesel
l
1
58.523
1,22
71.398,19
13b
Gasolina
l
1
876
2,10
1.840,00
13c
Lubrificantes
l
1
208
5,42
1.126,80
13d
Filtros / Outros
vb
1
1
Aferir
TOTAL
98.720,79
8.
MO INDIRETA
01
SALÁRIOS + ENCARGOS
vb
1
1
326.897,91
326.897,91
02
ALIMENTAÇÃO MOI
vb
1
1
32.197,50
32.197,50
03
PERICULOSIDADE
vb
1
50.355,86
-
TOTAL
359.095,41
TOTAL GERAL
907.661,30

Obs: tabela sendo vinculada e disponibilizada no site como parte de um curso prático de orçamento de obra. Finalizado o trabalho este será enviado completo ao Usuário.

Palavras-chave

Orçamentação, obra, cronograma, pert, construtora, engenharia civil, engenharia, preços de mao de obra, cronograma fisico financeiro de obra, modelo de planilha de planejamento, modelos de planilhas de gastos, construcaocivil, cronogramas, consultoria, projetos, lajes, concreto ciclópico, dimensionamento
   Ênio Padilha . MARKETING EMPRESARIAL

Política de Pessoal

Ênio Padilha
Engenheiro, escritor e palestrante.
Formado pela UFSC, em 1986, especializou-se em Marketing Empresarial na UFPR, em 1996/97.
Escreve regularmente e seus artigos são publicados, todas as semanas, em diversos jornais do país.
eniopadilha@uol.com.br

Serviços são baseados em pessoas.
Não se imagina a prestação de um serviço sem a participação direta ou indireta de uma ou mais pessoas.
O marketing de uma empresa prestadora de serviços é formado por quinze políticas de mercado. Todas são muito importantes e devem ser tratadas com atenção. Porém, se por alguma razão não houver tempo, energia ou dinheiro para fazer tudo o que precisa ser feito e um dos elementos tiver que ser priorizado, que seja este: pessoas.
As pessoas envolvidas na prestação de um serviço precisam ser preparadas. Precisam saber que tipo de cliente estão atendendo. Precisam, enfim, ter uma sintonia fina com os desejos, as necessidades e os anseios dos clientes.
Eu costumo afirmar, para surpresa de alguns, que o treinamento dos funcionários é uma atividade muito mais importante, necessária e vital em uma empresa fornecedora de serviços do que em uma empresa fabricante de mercadorias.
A explicação é simples: quando você compra uma mercadoria (qualquer mercadoria) seja uma roupa, um eletrodoméstico ou uma ferramenta... você não sabe (e nem precisa saber) quando, como ou por quem aquela mercadoria foi produzida. Se foi feita de dia ou de noite; por um homem ou por uma mulher; velho, jovem ou criança; se a pessoa que fez aquela peça estava de bom humor ou não; se estava uniformizada ou não...
Nada disso interessa. Nada disso interfere na sua decisão de compra ou na sua satisfação com o produto adquirido.
Em última análise, você não se relaciona com as pessoas que produzem as mercadorias que você compra.
Isso será visto na aula número 4, quando estivermos estudando a Inseparabilidade, uma das características da prestação de serviços.
A INSEPARABILIDADE é uma das características da prestação de serviços que a diferencia da produção de mercadorias: o serviço é produzido e consumido simultaneamente, com a participação do cliente e do fornecedor.
Quando você vai a um cabeleireiro, a um médico ou a um mecânico, você participa da produção do serviço e está sujeito às variações de comportamento do prestador do serviço.
E ele, por sua vez, também está sujeito às variações de comportamento dos clientes.
No fim das contas, o resultado final depende fortemente de como fornecedor e cliente se relacionam.
O relacionamento com o prestador do serviço interfere na percepção que o cliente tem do produto (e na decisão de compras futuras), ao contrário da compra de uma mercadoria, quando o produto final é o que mais conta para a decisão de compra e para a satisfação do cliente.
É aí que entra o TREINAMENTO como ferramenta importante para aumentar a qualidade na prestação de serviços.
Quando falamos em Inseparabilidade, estamos falando em relacionamento. Quando você vai a uma oficina mecânica, todas as pessoas com quem você se relaciona são prestadores do serviço fornecido pela empresa.
É preciso que cada um (o proprietário, o ajudante, o almoxarife, a secretária e até mesmo o cobrador) tenha a mesma visão sobre o mercado, sobre o cliente e sobre o serviço que está sendo fornecido.
Mais do que isso, é fundamental que TODOS tenham a mesma disposição no atendimento ao cliente e suas necessidades. Uma empresa prestadora de serviços não progride se o proprietário tem uma visão moderna e profissional sobre o mercado, mas está cercado de "colaboradores" que não conseguem entender o que o chefe está querendo fazer.

Leia outros artigos no site do Especialista: http://www.eniopadilha.com.br

Você já usa o Engwhere e acredita que poderia aproveitá-lo mais e melhor do que faz atualmente?

Você sabia que o EngWhere:
- emite 2 folhas diferentes de cotações de preços dos materiais em fases distintas do orçamento.
- emite as relações de mão de obra, materiais e equipamentos adiantando o planejamento.
- gera vários cronogramas e curva ABC (72 relatórios).
- compartilha bancos de dados, permitindo vários usuários em rede editar simultaneamente o mesmo orçamento.
- dispõe dos modernos recursos de arrastar e soltar insumos para as composições de preços.
- importa e exporta insumos e planilhas de preços com todos os programas do windows.
- exporta todos os 72 relatórios para estes programas, inclusive para seu email, já formatados.
- o único código que utiliza e "zx" para identificar as composições auxiliares.
- todas as variáveis do orçamento são editáveis.
- calcula os custos indiretos, os quantitativos do projeto, juntas para piso e o BDI.
- emite o diário de obras, controla contas a pagar, caixa, compras, almoxarifado, etc.

Quer ampliar os seus conhecimentos sobre o EngWhere e seus benefícios? Envie-nos um email sob o assunto: Quero ampliar os meus conhecimentos sobre o EngWhere
   Coluna do Pimpão
Não tento dançar melhor do que ninguém. Tento apenas dançar melhor do que eu mesmo. - Baryshnikov
  • Aprenda a fazer e pare de colar
    Antes de copiar a tabela do DI para seu Excel, para fazer igual, observe os critérios adotados no cálculo e como é importante adotá-los.
    Com o tempo você irá corrigindo-os, aperfeiçoando-os, aumentando-os até que seus trabalhos fiquem perfeitos, e rápidos.
   Agenda, Memos & CI's
Lançamento!
Lajetrel2005

Software para dimensionamento e detalhamento de lajes treliçadas pela Nova NBR6118 - 2004 numa joint venture brasileira entre o premoldados.com e a Pallet Sistemas.
  Detalhes do software
  Como adquirir o software
Próximo Número
01/01/05
• Orçamentação de Obra
• Marketing Empresarial
• Qualidade Real
• Supply Chain Management
• Ética e Educação
• Meio Ambiente
PARTICIPE DA REVISTA ENGWHERE
Envie-nos seus textos, artigos, comentários, dicas, notícias, novidades e experiência, para inserção nas próximas edições da Revista.
Envie cópia deste exemplar a outros profissionais e amplie nossa comunidade.

Se você não é ainda assinante da Revista, e gostaria de recebê-la mensalmente em seu email, assine já.



EngWhere
O Software do Engenheiro
Versão Profissional
____
0**35 3535-1734
   Coluna do Borduna
Hay que endurecerse, pero sin perder la ternura, jamás. - Che
Acerte sempre!
Quem adota critérios não erra.
Poderão dizer que seus critérios precisam ser aferidos, mas que você tenha errado jamais.
   Luís Renato Vieira . QUALIDADE REAL

Modernização das Normas Série ISO 9000

Luís Renato Vieira
Diretor da empresa Qualidadereal Cons. e Assessoria S/C Ltda.
Empresa especializada em implantação de sistemas da qualidade e gestão ambiental.
qualidadereal@ig.com.br

Ao longo do tempo, as normas da série ISO 9000 sofreram algumas alterações necessárias para adaptá-las às mudanças sociais e econômicas apresentadas no cenário mundial.
A versão atual incorpora, entre outros, princípios de melhoria contínua e a busca da satisfação do cliente na gestão da qualidade, o que permitirá que as organizações, após a certificação, caminhem na direção à excelência empresarial.
Hoje não há a possibilidade de uma empresa obter a certificação sem concluir os processos relativos ao desenvolvimento de produtos e elaboração de projetos, quando estes forem aplicáveis.

OBJETIVOS DA VERSÃO ATUAL DA ISO 9001:

  • atender as necessidades das partes interessadas (clientes, fornecedores, funcionários, etc);
  • permitir que as normas possam ser aplicadas às organizações de todos os tamanhos;
  • permitir que as normas possam ser aplicadas a todos os setores econômicos;
  • elaborar normas simples e de fácil entendimento;
  • permitir a compatibilidade com outros sistemas de gestão (ISO 14001 por exemplo);
  • conectar o sistema de gestão com o processo de negócio;
  • permitir a compatibilidade com as futuras revisões das normas.
    Desta forma elas perderam a sua característica inicial de ser voltada a área de manufatura.

RAZÕES PARA IMPLANTAR A ISO 9001:
Entre outras, as razões para a implantação de um sistema de gestão da qualidade segundo os requisitos da NBR ISO 9001:2000 são relacionadas a seguir:

  • melhoria da satisfação do cliente;
  • instrumento de marketing;
  • vantagem frente a concorrência;
  • pressão esperada pelo(s) cliente(s);
  • internacionalização dos mercados;
  • melhoria da produtividade;
  • crescimento da motivação dos colaboradores;
  • vantagens no setor de garantia da qualidade;
  • redução de reclamações;
  • pressão já existente por parte dos clientes;
  • redução de trabalho;
  • redução/diminuição de auditorias por parte dos clientes;
  • melhoria no cumprimento dos prazos;
  • acompanhamento da concorrência;
  • motivação exercida pelas matrizes no exterior.
Leia outros artigos sobre Qualidade no site do Especialista: www.milenio.com.br/qualidadereal
Fone/Fax.: (41) 336-0921
   Adilson Luiz Gonçalves . ENGENHARIA

Um dia a Casa Cai

Adilson Luiz Gonçalves
Engenheiro, Professor Universitário e Articulista.
algbr@ig.com.br

Ruínas, incêndios, degradação... Não! Não estou falando do fim do mundo!
Estou falando do que pode ser evitado se cuidarmos bem de nossas construções.
Qualquer obra, da casa popular ao edifício de alto luxo, está sujeita à ação do clima e da idade. Vale para elas o que vale para nós: quanto melhor cuidadas maior a vida útil. Esse cuidado começa quando o "bebê" está sendo planejado e continua por todas as fases de sua "vida".
Assim, se quisermos manter nosso patrimônio por muito tempo - e nossos herdeiros ou futuros proprietários, depois de nós - também devem ser tomados alguns cuidados, tanto mais econômicos, quanto mais cedo e constantemente adotados.
Mas o que assegura a longevidade de uma obra, seja ela pública ou particular?
É só seguir a receita básica a seguir:

  • Bom projeto;
  • Materiais de boa qualidade;
  • Execução responsável;
  • Uso compatível com o projeto;
  • Manutenção constante.

A participação de profissionais especializados e regularmente inscritos nos Conselhos Regionais de Engenharia, Arquitetura e Agronomia é imprescindível ao bom resultado de todas essas etapas. Independentemente das exigências legais, isso é uma questão de qualificação e responsabilidade técnica, inerente a Engenheiros e Arquitetos, que proporciona garantias ao proprietário perante o Código Civil e o Código de Defesa do Consumidor.
Caso haja falha grave nas três primeiras etapas é possível a ocorrência de um acidente ainda na fase de construção, mas são as duas últimas que mais preocupam, porque envolvem edificações já funcionais (habitadas): casas, prédios de apartamentos, edifícios comerciais, bancos, escolas, hospitais, etc.
O uso incompatível, por exemplo, pode ser exemplificado pela transformação de um sobrado residencial em academia esportiva ou depósito de materiais de construção, sem consulta a um profissional especializado, o qual definirá a necessidade ou não de reforços estruturais e adaptações. É risco na certa!
No âmbito da manutenção, alguns proprietários, sobretudo da área pública e empresarial, mantêm equipes técnicas especializadas, encarregadas da manutenção de estruturas e instalações (elétrica, hidráulica, ar condicionado, etc.). Infelizmente, isso é raro no caso de edificações residenciais familiares ou coletivas. Quando muito, a manutenção fica restrita à limpeza de caixas d'água, revisão de elevadores e pintura. E quando alguém fala de impermeabilização sempre aparece um "especialista faz-tudo", munido de seu indefectível "kit" panacéia: latinha de "zarcão", para pintar armadura enferrujada; saco de cimento colante, para fechar qualquer trinca, mesmo sem saber o motivo de seu surgimento; e balde de "piche" para impermeabilizar não importa o quê!
Na maioria das vezes, a ilusão de pagar menos - o que nem sempre é verdade - só adia e - pior - agrava problemas, que, pouco tempo depois, vão gerar despesas elevadas ou, até, acidentes com danos materiais ou vítimas.
Revisões de telhados, calhas e pintura contribuem, sem dúvida, para a conservação do patrimônio e redução de despesas; mas alguns problemas devem ser avaliados por profissionais especializados. Assim, ao constatar: manchas nas paredes, fissuras ou trincas, deformações de estruturas (principalmente marquises e afins), afundamento de pisos, desarme constante de disjuntores ou queima freqüente de fusíveis, choques elétricos nas paredes, etc., não pense duas vezes: Chame um profissional ou empresa especializados e idôneos!
Não se trata de "puxar brasa para a sardinha" de engenheiros e arquitetos, mas de evitar que um dia a casa caia ou pegue fogo. Afinal, mais vale prevenir do que remediar! Porque, às vezes, pode não ter mais remédio, e para você isso pode ser o fim do mundo, de fato!

Leia outros artigos sobre no site do Professor:
Fones: (13) 32614929 / 97723538
   Paulo Sertek .  ÉTICA E EDUCAÇÃO

Ética das Virtudes (Parte II/II)

Engº Paulo Sertek
Mestre em Tecnologia e Desenvolvimento
Engenheiro Mecânico e Professor de Cursos de Pós-Graduação em Ética nas Organizações e Liderança
Pesquisador em Gestão de Mudanças e Comportamento Ético nas Organizações
Assessor empresarial para desenvolvimento organizacional
psertek@xmail.com.br

Não se pode dissociar a dimensão externa da ação da dimensão interna "agir". Uma operação na bolsa pode "tecnicamente" atender a um critério de eficácia, no entanto não ser justa. A tecnologia sem alma não resolve problemas de ordem social. A técnica deve estar a serviço do homem. Uma técnica por ser sofisticada não pode ganhar por isso um salvo conduto. Um piloto de 'formula um' poderia argumentar que, se pelo fato da sua técnica lhe permitir andar a 400 km/h na estrada, por que razão não poderia fazê-lo? A justiça e a ordem da sociedade lhe diz que não seria sensato que pretendesse dirigir atendo-se somente a aspectos técnicos do seu automóvel ou do projeto da estrada, mas essencialmente deve mover-se por critérios: de justiça, de segurança das pessoas e fundamentalmente de bem comum. PÓLO afirma de forma contundente que "se a técnica chega a impor-se, é desumanizadora na medida em que o seu êxito faz com que o homem perca o seu fim próprio e fique sujeito ao processo de possibilidades técnicas, reduzido a uma peça da grande maquinaria" (6).

Para o desenvolvimento de culturas organizacionais baseadas em valores éticos necessita-se de profissionais conscientes do impacto das técnicas na vida social e não utilizar critérios puramente técnico-financeiros na tomada de decisão. Antes de tudo o homem deve humanizar-se e não se materializar dando culto à técnica sem mais. Um princípio orientador seguro é o que afirma: "Nem tudo que se pode fazer tecnicamente deve-se fazer".

Tem-se que ater em todas as ações à qualidade tanto no "fazer" como no "agir". Chamam a atenção algumas abordagens utilitaristas da qualidade em serviços em que o cliente é o "rei" enquanto ele estiver satisfazendo os próprios interesses. Neste caso o motivo da ação é extrínseco, por razão da utilidade sem mais considerações. Quando o objetivo da ação está vincado num excessivo utilitarismo, destrói o relacionamento humano.

As empresas existem para cumprirem uma função básica que é a de apresentarem resultados econômicos, pois não são obras sociais ou de voluntariado. Mas no momento em que se reduz a função da empresa somente ao resultado econômico ela deixa de cumprir a sua função social de estar a serviço do bem comum. É necessária competência técnica para atingir resultados, mas nunca se pode esquecer que os resultados de ordem de promoção do homem e a sua realização plena são tarefas essenciais.

Pode-se constatar a influência notória do "agir"; dimensão interna da ação no "fazer" dimensão externa da ação. De Lacroix -pintor- que afirmava que "uma pintura fraca é de um fraco". Por mais maquiagem que se use, para garantir a boa aparência externa, com o passar do tempo, se descobre o que vai por debaixo. Atribui-se a Lincoln aquele pensamento "é possível enganar alguém durante todo o tempo, também é possível enganar todos durante algum tempo, mas é impossível enganar todos todo o tempo." Conhece-se a pessoa pelas suas obras, conhece-se a qualidade de um produto no seu uso. Por isso é importante enxergar os resultados a médio e longo prazo, agir antiéticamente sempre é um oportunismo.

As ações pessoais podem contribuir para a realização própria ou deteriora-la. Terreno cultivado produz fruto. Terreno onde não há trabalho de jardineiro não se pode colher flores. Os atos pessoais marcam o interior da pessoa, de forma positiva se estão de acordo com os princípios éticos, negativamente se contrários.

Alem de afetar a qualidade pessoal, as ações repercutem no entorno. Melhoram ou caotizam os ambientes ou pessoas. Todo comportamento antiético tem repercussões "ecológicas". Implicam em um efeito "poluente", nocivo à organização, à comunidade, etc.

Qualidade no "agir" é o mesmo que virtude. É a qualidade adquirida; o bom hábito. É o caso da lealdade, justiça, fortaleza, veracidade, etc. As pessoas que se forjam na vivência das virtudes pode-se compará-las como as águias, ganham asas fortes. A primeira vista estas asas parecem prejudicar o vôo devido ao peso, no entanto são as que fazem capazes de vôos rápidos e altos. A falta das virtudes leva a trabalhar num nível mais chão, pequeno sem visão de altura. Os caminhos antiéticos seguem duas leis básicas e todas as outras são corolários: a lei do mínimo esforço, e a lei de levar vantagem em tudo. Estas leis são as lei do curto prazo, são as leis do oportunismo. A médio e longo prazo deterioram as pessoas, as tornam moralmente obesas e atrofiam a sua capacidade de comunicar bem aos outros. O mesmo se aplica às instituições pois são o somatório de atitudes individuais.

Os procedimentos antiéticos são socialmente "antiecológicos". Beneficiam-se como parasitas de uma maioria que produz, de uma maioria que vai pelo caminho da laboriosidade. Quando se torna moeda comum o procedimento antiético deixa de ser vantajoso e aparece a figura do traficante "ético". Os que querem instrumentalizar como elemento de influência a postura "ética", no entanto são nada mais que técnicas de instrumentalização que com o tempo deixam ver a verdadeira face.

As virtudes como são os bons hábitos, desenvolvem-se à custa de esforço de repetição de atos da mesma forma que se consegue o hábito de falar uma língua nova. ARISTÓTELES na Ética a Nicomaco ensina que: "As coisas que temos de aprender antes de fazer, aprendemo-las fazendo-as, por exemplo: os homens se tornam construtores construindo, e se tornam citaristas tocando cítara; da mesma forma, tornamo-nos justos praticando atos justos, moderados agindo moderadamente, e corajosos agindo corajosamente" (7). As virtudes não se improvisam, exigem empenho e constância no seu cultivo, são as bases de uma efetiva transformação pessoal e uma ajuda a afogar o mal que se vê ao redor. Elas dão uma estatura tal que possibilita a liderança na condução das transformações necessárias no próprio entorno. Constrói-se de fato ambientes melhores com esse compromisso. "Virtude, em sentido etimológico, significa força, capacidade de fazer e, em certo sentido, habilidade (virtuoso do piano). Graças à virtude, o homem desenvolve uma potência operativa: faz, e o que faz, o faz bem. Portanto, a virtude não só não é um obstáculo à boa ação -à ação com resultado - mas também é sua condição necessária e suficiente. Ter a virtude, em um certo sentido geral (...) é saber fazer".

"Do conjunto de ensinamentos e reflexões do filósofo grego sobre o homem, destaca-se a noção de virtude. De fato, Alasdair McIntyre (1987) - filósofo e sociólogo de origem escocesa, que reside e leciona nos EUA -, dedicou sua obra mais polêmica e conhecida, cujo sugestivo título é After Virtue*, para demonstrar uma tese segundo a qual a atual crise de valores que afeta todo o Ocidente tem como raiz justamente o paulatino abandono da tradição aristotélica" (10).
Trabalhar bem corresponde a um fazer bem aliado a um agir bem. Competência e honradez.

Desenvolver culturas de valores obriga a empenhar-se por um caminho de melhoria contínua através do aperfeiçoamento de qualidades pessoais. Exercer uma influência positiva para que vá nascendo uma cultura empresarial voltada aos valores éticos. Pensar que estas transformações começam em ponto pequeno. Não se medem as grandes transformações pelo tamanho do seu início, mas pelo seu "código genético", como se diz não se distinguem pelo tamanho as sementes que darão ervas anuais das que vão produzir árvores centenárias.

Não se podem desprezar as pequenas iniciativas, os pequenos propósitos de transformação. É importante levar avante os princípios chave de envolvimento das pessoas nas organizações pela sua maior cooperação e participação. Para estabelecer um processo de melhoria das instituições exige-se uma tomada de posição, uma mudança de idéia, uma "metanóia" como se diz em grego; literalmente, uma mudança de idéia, uma conversão, uma mudança de paradigma.

O modelo é o modelo de uma Ética positiva que leva a aquisição das virtudes e influenciar para que outras pessoas enxerguem o seu valor e a sua necessidade.

Bibliografia
ARISTOTELES, Ética a Nicomaco, 2. ed. Brasília, Ed. Universidade de Brasília, 1992
CERQUINHO, Fábio, Ética e qualidade nas empresas, 1994, 109 p., Dissertação de Mestrado, POLI-USP, São Paulo, 1994, cap. 3
GOMEZ PEREZ, Rafael, Ética Empresarial: Teoria e Casos, 1. ed., Madrid-ES, Ed. Rialp, 1990
HOZ, Victor Garcia, Pedagogia Visível, Educação Invisível, São Paulo-SP, Ed. Nerman ,1987
LAUAND, Jean, Ética e Antropologia, 1. ed., São Paulo-SP, Ed. Mandruvá, 1997
LAUAND, Jean, Os fundamentos da ética, In. LAUAND, Ética: questões fundamentais, São Paulo-SP, Ed. Edix, 1994
McINTYRE, A., Tras la Virtud. Barcelona, Editorial Critica, 1987, 350p. (orig.: After Virtue.University Notre Dame Press, 2ª ed., 1985).
NAVAL, Concepcion, Educar Ciudadanos, 1.ed., Navarra-ES, Eunsa, 1995
PIEPER, Josef, Estar certo enquanto homem, As virtudes cardeais redescobertas, In. Lauand, Jean, Ética: questões fundamentais, São Paulo-SP, Ed. Edix, 1994
POLO, Leonardo, Presente y Futuro Del Hombre, 1. ed., Madrid, Rialp,1993.

Leia outros textos sobre Ética e Educação no site do Professor
tel. (41) 233-5676
CETEC -Consultoria
www.ief.org.br

(6) POLO, Leonardo, Presente y Futuro Del Hombre, 1. ed., Madrid, Rialp,1993, p.135.
(7) ARISTOTELES, Ética a Nicomaco, 2. ed. Brasília, Ed. Universidade de Brasília, 1992, p. 36 -1103a25.
(8) GOMEZ PEREZ, Rafael, Ética Empresarial: Teoria e Casos, 1. ed., Madrid-ES, Ed. Rialp, 1990, p. 65
(9) McINTYRE, A., Tras la Virtud. Barcelona, Editorial Critica, 1987, 350p. (orig.: After Virtue.University Notre Dame Press, 2ª ed., 1985).
* McIntyre sugere que, no campo da ética, ocorre atualmente algo semelhante a se tivesse havido uma catástrofe nuclear. Como se fôssemos os sobreviventes de uma guerra atômica, o nosso pensamento moral estaria composto tão somente por fragmentos de uma sabedoria pretérita. Não contaríamos mais do que com uns poucos restos, parciais e desconexos, encontrados em umas poucas páginas meio queimadas de antigas obras, que já não sabemos interpretar. A nossa época se compara, segundo este autor, a uma "paisagem aristotélica" que ficou devastada, e por isso viveríamos agora after virtue, após a virtude.
(10) CERQUINHO, Fábio, Ética e qualidade nas empresas, 1994, 109 p., Dissertação de Mestrado, POLI-USP, São Paulo, 1994, cap. 3, p. 32.

Início

   Vilmar Berna . MEIO AMBIENTE

Deus Está nos Detalhes

Jornalista Vilmar Berna
Ambientalista de renome internacional e único brasileiro homenageado pela ONU
com o Prêmio Global 500 Para o Meio Ambiente, no ano de 1999.
Fundador do
Jornal do Meio Ambiente.
www.jornaldomeioambiente.com.br

A Petrobrás é uma grande empresa, pensa grande e tem grandes compromissos com o Brasil, certo? Certo. Mas os dois grandes acidentes que assistimos com perplexidade, dependeram de pequenas falhas.
É um erro freqüente que grandes empresas percam o foco dos detalhes. Alguém já disse que Deus está nos detalhes. E esta é mais uma das lições das manchas. Precisamos, sem abrir mão de pensar grande, aprender a pensar também pequeno, nos ater a detalhes, enxergar a importância das pequenas coisas, dos pequenos projetos, dos pequenos programas e dos pequenos furos na sua segurança ambiental.
O ambientalista Armando de Brito, da ONG Viva Terra, sugeriu que a Petrobras criasse um Fundo Permanente Para Investimento em Pequenos Programas Ambientais de Baixo Custo, para realizar centenas, e porque não, milhares de pequenos programas ambientais de baixíssimo custo e grande sinergia e resultados ambientais. Tais programas estariam em toda a parte do país onde a Empresa está presente, de forma a pulverizar e multiplicar as iniciativas em prol da melhoria da qualidade do meio ambiente. Pode ser parte da responsabilidade social corporativa da Petrobras, algo que envolva 3 a 4 milhões de reais, mas que pode se multiplicar em milhares de pequenos projetos de 5 a 20 mil reais, que poderão fazer uma enorme diferença para o meio ambiente, se operado pelas ONGs ambientalistas, associações de moradores e de pescadores, prefeituras, que vivem realidades locais. Uma boa idéia, simples e de baixo custo, mas que poderia representar um enorme ganho para a imagem da empresa e para o meio ambiente.
Extrato do livro O Cidadão de Sandálias do Autor .
Para ler outras matérias do Ambientalista, no site de seu jornal, clique
aqui.

Novidades no Site
1. Outra exclusividade do EngWhere: Calcule o DI exibido acima e as Taxas do BDI de sua obra gratuitamente no Site. Acesso a ambos os formulário pela página principal. Agora.
2. Leitores da África e do Mercosul: adquiram o EngWhere com a segurança e o conforto do Balcão de Negócios Internacionais do Banco do Brasil e receba o Software pelo Fedex, em 5 dias. Clique aqui.
3. Participe! Nova Página com Novidades, Promoções, Lançamentos e Serviços disponibilizados pelos usuários e parceiros do EngWhere. Conheça o Lajetrel2005

Distribuição
A Revista está sendo eventualmente publicada ou distribuída, parcial ou completa, também pelas seguintes Newsletters e Sites, em parceria:
Crea Notícias - Toda Semana em seu email: pesquisas, eventos e notícias. Para assiná-la já clique aqui informando seu nome. Ótima publicação do CREA MT.
Outdoor da Engenharia :: A sua bilioteca virtual de Engenharia Civil - 100% Gratuita. Programas, artigos técnicos, apostilas e biblioteca para AutoCad. Clique aqui para assinar já o Maill List do Portal, ou faça-lhe uma visita: www.outeng.com
Obracadabra
 - Na internet desde 17 de julho de 2000, seu principal diferencial é a qualidade das informações que veicula e o destaque para o olhar social, nas questões ligadas direta ou indiretamente à construção: www.obracadabra.com.br
Premoldados - Projetos & Consultoria para Lajes e Paineis Treliçados. Tudo sobre Pré-moldados: Lajes tipo Volterrana e Treliçadas, Sistemas Estruturais Pré-fabricados e Artefatos de Cimento.

todo o site
EngWhere Orçamentos Ltda ® - Todos os direitos reservados