EngWhere: Orçamentos, Planejamentos e Controle de Obras
O ABC do Recém-Formado
  • A+
  • A-
  • Reset

Lembre-se, mesmo para seu consolo, que quem sabe faz, quem não sabe ensina e assuma o seu papel. No final tudo dará certo e se não está certo é porque não chegou o final (Fernando Sabino, de memória). A humildade, franqueza e vontade de aprender são suficientes para colocá-lo à frente de muita gente que se diz entendida (todas suspeitas já que quem sabe mesmo não diz, ou melhor, com o tempo descobrimos é cada vez mais nossa própria ignorância).

Dica: ouvindo se aprende mais que falando.

ALVENARIA APARENTE

Os blocos aparentes deverão ser adquiridos sempre de um mesmo fornecedor para se evitar diferentes colorações na parede acabada. Em um mesmo pano não se pode misturar fornadas. Da mesma forma o cimento, que deverá ter sempre a mesma marca. Em menor grau, a alvenaria não aparente irá também requerer o mesmo fornecedor dos tijolos para se evitar diferença de bitolas.

AVISO BREVE

Nome que o peão geralmente dá ao Aviso Prévio. Chegou a hora da vaca beber água e você demonstrar ser mesmo o Francisco de Assis que vinha apregoando. Sempre que possível evite que o peão perca seus direitos, e faça com que o pedido de dispensa seja iniciativa sua, principalmente em finais de obras. A máxima "aos amigos tudo, aos inimigos justiça" é de extrema eficiência para se formar equipe duradoura.

CACHIMBO

O cachimbo a que nos referimos é o oficial (carpinteiro, pedreiro ou armador) que acumula suas funções com as de líder de uma pequena turma. Aspira tornar-se feitor (ou encarregado, a nomenclatura varia com a obra) e proporciona grande economia já que, além de produzir mais que a média, evita a contratação de um Chefe de Turma, cujas funções se restringem à coordenação. Um plano de promoção e salário deve ser pensado e concretizado para estes funcionários juntamente com os meia-colheres.

CÁLCULOS ESTRUTURAIS

A matéria, e todas as suas derivações, não deve ser gabada em obra. Caso queira impressionar com seus conhecimentos, utilize o que aprendeu do primário até no máximo o vestibular.

CONCRETO

O concreto agüenta muito desaforo – Mestre Mazarollo.

CONFERINDO A MADEIRA

As tábuas e pontaletes que chegam à obra, deverão sempre ser medidas uma a uma, e conferidos os quantitativos do romaneio que acompanha a Nota Fiscal, por mais confiável que seja o fornecedor. Seus valores, entretanto, nunca irão coincidir, e nem ficar acima, devido às medidas tomadas grosseiramente.

CONFERINDO OS MATERIAIS

Já é tradição nas obras jamais conferir as quantidades de madeira, brita e areia adquiridas. Como pela voz do povo, ou de Deus, a ocasião faz o ladrão, os fornecedores é que são os menos culpados por entregá-las geralmente a menor.

O QUE É CURVA ABC / CUSTO ABC

Uma relação de preços qualquer, como de insumos, ou de serviços, quando disposta do item de maior valor para o item de menor valor, irá lhe propiciar outra visão do todo. Poderá fazer com que ganhe tempo, estudando apenas os itens mais significativos e ajudar na deteção de eventuais erros nos itens com valores excessivamente baixos. Nos orçamentos de obras a Curva A-B-C é fundamental.

DESCIMBRAMENTO DE VIGAS

As vigas, todos sabem, devem ser descimbradas do centro para as extremidades, ou ainda, ao desformar uma viga é terminantemente proibido deixar por último o escoramento de sua região central, fazendo que ela trabalhe diferentemente do calculado (agora com 1 apoio a mais, forçando a parte superior da viga e sujeitando-a a trincas). Ao retirar as tais escoras haverá ainda uma brusca descarga, de seu peso próprio, que poderá também trincá-la (agora na parte inferior) ou causar-lhe danos maiores.

DESPERDÍCIO

Se de cada carrinho de concreto, entre carga, transporte, lançamento e vibração, for perdido o volume de um copo tipo americano, com britas que se desprendem, transbordamentos, nata que vaza durante a vibração, trombadas, capotamentos, etc., ao final de uma concretagem de 300 m³ terá sido jogado ao lixo o correspondente a 10 dias de salário de 1 Ajudante Concreteiro.

DICIONÁRIO DA OBRA

Não ponha os pés em uma obra sem antes saber o significado exato do palavreado que lá é utilizado. Saiba com exatidão o significado de apicoado, barrote, boleado, cavilha, cinzas volantes, perna-manca (Norte), prumada, saibro, sarrafo, seixo rolado, etc. e para dar ar de doutor, também termos portugueses como contraplacado, patine, peanha, etc. Estes dicionários encontram-se aos montes na Internet.

DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL

Palavras de ordem: leitura, aprendizagem, criatividade, iniciativa, ética e, as mais importantes, espírito de equipe. As menos aconselháveis: espírito de porco e de liderança.

DONOS DO CONHECIMENTO E DA VERDADE

  • Curva de Gauss
  • Leitura e interpretação de projetos
  • Regra de três

Os donos do conhecimento e da verdade estão em toda parte. Geralmente são pouco éticos e não conhecem nada em profundidade, já que para isto se requer um mínimo de humildade ou desprendimento, e intrometem-se em todo assunto com seu ar professoral. Sua especialidade é o supérfluo: se o assunto é, por exemplo, Música Clássica eles costumam ensinar e corrigir, com seu inglês macarrônico, o mais apaixonado e estudioso a pronunciar, a seu modo, os nomes dos compositores. Se o assunto é Orçamento de Obra tornam-se os maiores entendidos em regra de três. Ao falarem sobre Obras procuram exprimir sua intransigência sobre o comportamento das pessoas e sua sabedoria em leitura de projetos. Em Planejamento dissertam sobre a Curva de Gauss. Nada mais fora de propósito e distanciado do verdadeiro escopo destas nossas matérias.

Será importante preparar-se para o confronto com os ditos-cujos, e criar também teoria própria sobre estes assuntos supérfluos, e desarmá-los.

ESCAVAÇÕES

O material escavado, se próprio para o reaterro, deverá ser mantido estocado na obra para isto sempre que possível. O volume necessário deverá ser estimado e o excedente lançado no bota-fora, para não atravancar o canteiro.

EXPERIÊNCIA EM OBRA

Bico calado sobre seus parcos conhecimentos em obra e sua falta de jeito. Maneire a autocrítica e não escreva nada a respeito. Além do inconveniente de ficarmos irremediavelmente convictos daquilo que escrevemos, muitas pessoas não esquecem jamais do que lêem. Sua ignorância é apenas uma questão de tempo: até que as escolas se preparem para ensinar melhor a matéria.

FORRO PREFERÊNCIA NACIONAL

Pouco importando possuir nó, ressecar ou trincar facilmente, o forro de pinus, independentemente também de seu baixo preço, é sempre o mais indicado ou preferido em todas as Regiões. Pelos cupins. 

INÍCIO DOS SERVIÇOS

- Não sei nem por onde iniciar, diz a puxa-saco tagarela ao finalmente poder falar com o atarefado chefe. – Simples, comece pelo início, vá até o final, e pare!

É invariável, por mais complicado que seja o projeto: deve-se sempre iniciar pela parte mais baixa, ou profunda, e ir subindo.

LEVANTAMENTO DOS QUANTITATIVOS DO PROJETO

Só há uma coisa mais chata do que fazer levantamento dos quantitativos do projeto. É fazer levantamento dos quantitativos do projeto com outra pessoa ao lado fazendo levantamento dos quantitativos do projeto em voz alta.

MACONHA

Não bebo, não fumo e não cheiro. Apenas minto um pouco. – Tim Maia.

A maconha, em qualquer circunstância, é proibida em obra ou nos alojamentos, sendo motivo, infelizmente, para demissão, ainda que sem justa causa, do usuário contumaz.

MÃO DE OBRA LOCAL

Caso você esteja adotando troca de turno, ou trabalho em horários extraordinários, dê preferência à mão de obra local, para reduzir complicações de logística. Caso sua obra não adote troca de turno ou horas extraordinárias, dê preferência ainda à mão de obra local, para redução de custos com deslocamentos, alojamentos, e outros.

MÃO DE OBRA TEMPORÁRIA

Fala-se demais sobre a inviabilidade em se contratar mão de obra temporária sob alegação que o funcionário que não pertence ao quadro efetivo da Empresa é mais propenso a desordens, ou menos afeito ao trabalho. Realmente isto assim acontece, porém só em obras desorganizadas, onde quanto mais gente, terceirizada ou não, menor é a produção.

MEIA-COLHER

Trata-se do Ajudante de Pedreiro, com pouca experiência, como já foi o caso de nós todos, que aspira tornar-se Oficial Pedreiro. Com pouco tempo de obra alguns já estarão produzindo tanto quanto os oficiais, embora com menor salário, e não poderão ficar de fora de seu plano de promoção referido acima. Para poder participar do plano, entretanto, deverão ser-lhes estabelecidas condições quanto ao desperdício de materiais e mão de obra. Não basta executar bem, é necessário errar pouco. (V. tb. CACHIMBO).

MEMO (de memorando) / CI (de Comunicação Interna)

Forma antiga de se trocar rapidamente mensagens entre os diversos setores da Empresa. Os blocos de papel, geralmente com a metade da folha ofício, foram substituídos pelo e-mail (em Portugal e-correio). Em qualquer dos casos, e por maior que seja a pressa, não se justifica relegar a ortografia ao terceiro plano.

MESTRE DE OBRA

Figura chave em seu ofício. Antes de entrar em disputa de conhecimento com o Mestre, procure aprender com ele. Será seu maior professor e sabe das coisas. Não teve escola, porém o que ele sabe, seu curso também não ministrou. Tenha como meta saber mais do que ele, para só então considerar-se um Tocador de Obra. Lembre-se que a voz do povo, que não falha, diz que a experiência vale mais que a ciência. Fique também sabendo que o Mestre é líder nato, arrojado, de iniciativa e vencedor consumado já que em seu peculiaríssimo vestibular, frente a uma multidão de concorrentes, lhe foi imposta a cláusula sine qua non de ser o primeiro da turma. Desconverse sobre perguntas como Quem sabe mais o Engenheiro ou o Mestre? ou então, tenha uma boa resposta e que agrade a todos, como: cada macaco no seu galho.

NO ESCRITÓRIO

Por incrível que pareça, um profissional trabalhando sozinho e em silêncio, sintonizado no que está fazendo, produz bem mais do que dois profissionais juntos, no mesmo assunto, inclusive nas atividades de dita-digita. O custo dos serviços destes últimos ficará, pois, umas 3 vezes maior, sem se considerar ainda as horas paradas dos demais colegas vizinhos, que ficam ouvindo a novela.

PAPEL

Pode parecer frescura, mas não é. As folhas de papel devem ser pegas com mão limpas, secas e sem afetações, para não amassá-las. Principalmente tratando-se de documento de Proposta. Quando arquivadas rentes, e inteligentemente ordenadas, serão localizadas bem mais rapidamente.

PERT

Preferivelmente antes de iniciada a obra, e sem se restringir a esta oportunidade, deverá, obrigatoriamente, ser feito o PERT. Não para apresentá-lo e menos para se dizer que a obra foi planejada, mas para descobrir, com a elaboração, as peculiaridades, dificuldades e atividades críticas da obra. Depois, é só ficar de olho.

PICADINHO

Não deixe o cantineiro servir picadinho nas refeições, que você irá se passar por afrescalhado ou pão-duro. Os peões gostam mesmo é do picadão, se possível de carne de pescoço. O inconveniente é que você terá que comer o mesmo que eles.

PRODUÇÃO X PLANEJAMENTO X ORÇAMENTO

São três visões diferentes da obra. Nenhuma delas, entretanto, irá funcionar bem sem as outras duas.

PROJETOS – LEITURA E INTERPRETAÇÃO

Chegou a hora de demonstrar seus conhecimentos de geometria analítica e cartesiana. Você não poderá falhar. Estude em casa, analise os cortes, plantas e mínimos detalhes do projeto e evite que percebam sua insegurança. Aqui você demonstrará também que sabe o que quer e, afinal, o que está fazendo (V. tb. DONOS DA VERDADE).

PROTEÇÃO DO AÇO EXPOSTO ÀS INTEMPÉRIES

Adotemos um caso extremo: sua obra está em frente a uma praia aí do Nordeste Encantado (as melhores do planeta). A brisa marinha irá derreter sua moto em 3 meses se não ficar protegida.

Todo o aço em estoque deverá ser coberto com lona preta. Esta deverá ficar bem presa ao aço.

O CP-125 deverá receber obrigatória e periodicamente um banho de óleo solúvel. O CA-50 eventualmente.

A primeira camada de ferrugem dificulta ou retarda as camadas seguintes, mas tem a mesma vantagem que um coco caindo em sua cabeça para lhe fazer dormir. Que melhora a aderência já é conversa para caranguejo dormir.

Os arranques e esperas, dependendo do período de exposição, deverão ser protegidos com a própria nata do concreto lançado na camada anterior, ou lambuzados com óleo queimado e envolvidos com sacos de cimento amarrados com arame recozido. A chuva dissolve o óleo solúvel que escorregaria mais rápido que ostra na garganta.

Para exposição prolongada medidas mais radicais deverão ser tomadas, inclusive o transporte do aço estocado para local coberto e fechado, ou para uma praia sem sal de alguma outra região.

Lembre-se que uma consulta posterior ao Calculista, que mandará chumbar mais esperas para substituir a área de aço deteriorada, é solução bem mais cara que a manutenção periódica dos arranques.

Outras medidas deverão ser pensadas para se evitar surpresas: nosso professor de Corrosão, na Escola, dono de uma fábrica de urinóis esmaltados e resistentes aos ácidos mais agressivos, faliu quando a concorrência lançou o penico plástico.

Spray antiferrugem, na moto, semanalmente.

REATERRO

Com o tempo chuvoso não haverá reaterro que preste

SARRAFO

A palavra mais utilizada em obra. Ao se subdividir longitudinalmente uma tábua de 30cm de largura em 2, 3 ou 4 partes, obtém-se os famigerados sarrafos de 15, 10 ou 7,5cm respectivamente (medidas nominais). Por extensão, o sarrafo é qualquer pedaço de tábua com menos de 30cm de largura. A nomenclatura pode variar conforme a obra e diferentes dimensões: se tiver 20cm poderá se chamar sarrafão, caso sua largura seja de 5cm poderá ser, simplesmente, uma ripa, independente de ser ou não destinado à cobertura.

SERVIÇOS NOTURNOS

Havendo serviços noturnos, é de lei: deverá acompanhá-los pelo menos uma pessoa de cada setor da administração. E ser mantido veículo com motorista à disposição, para o caso de eventuais acidentes.

TABELAS

Habitue-se, desde bem cedo, a trabalhar com tabelas em todos seus lançamentos, levantamentos, compilações, comparativos, cálculos, memórias de cálculos e medições. Só as prescinda em último caso. Oferecem uma apresentação mais compacta, inteligível e organizada, e são menos sujeitas a erros, além de oferecerem condições de se detectar eventuais falhas muito mais facilmente.

TAREFAS

A adoção de tarefas durante longos períodos faz com que o operário, evidentemente, se acomode com elas. As tarefas, outrossim, parecem prestar-se mais é para a chefia sentir-se poderosa, distribuindo-as a torto e a direito. Depois de algum tempo a obra só irá trabalhar mediante uma tarefa prometida e alguns a exigirão até para ir beber água.

TRAÇOS DAS ARGAMASSAS

A matéria que menos se entende em obra é a que diz respeito aos Traços das Argamassas. Até que você encontre instruções ou literatura apropriada estes continuarão ficando por conta dos Mestres de Obras.

VESTINDO A CAMISA DA EMPRESA

Empunhe a bandeira e vista incondicionalmente a camisa de sua Empresa construindo a obra como se fosse propriedade sua. Não se esqueça, entretanto, de vestir também sua própria camisetinha de malha sob a outra.

VIAS DE CIRCULAÇÃO DO CANTEIRO

Deverão, na medida do possível, coincidirem com as vias definitivas na obra. Raciocine, e responda a si mesmo a razão.

XÍCARAS

Ao comprá-las para uso em sua obra dê preferência às de cores bem claras, para certificar-se que realmente estão sendo lavadas antes do uso.

todo o site
EngWhere Orçamentos Ltda ® - Todos os direitos reservados