EngWhere: Orçamentos, Planejamentos e Controle de ObrasDicas ao Orçamentista

  • A+
  • A-
  • Reset


AGREGADOS DO CONCRETO

  • CONSUMO: Se somarmos os volumes de brita (1 e 2) e areia, nas tabelas de preparo de concreto, teremos cerca de 1,65m³ de agregado para cada metro cúbico de concreto.
  • Tanto o Cimento Portland Comum (conforme EB1) como o Cimento Portland de Alta Resistência Inicial (EB2) devem ser armazenados sobre entrado de madeira em pilhas de no máximo 10 sacos.
  • VOLUME DA AREIA: A areia úmida tem um ganho de volume (inchamento) de cerca de 30% em relação à areia seca.
  • ESCAVAÇÃO EM ROCHA - 1m³ de rocha fornece cerca de 1,35m³ de pedra.
  • Em um silo de 30m de altura a densidade do cimento CPE-32 varia de 1,4 a 1,6t/m³ conforme esteja na superfície ou no fundo do silo (a do Cimento AF-40 varia de 1,25 a 1,5 t/m³).

CÁLCULOS EMPÍRICOS

  • Para cada m² de telhado serão necessários 1,5cm² de seção de calha e 1,0 cm² de seção de condutor.
  • Dimensionamento das Fossas Sépticas
  • Toma-se como base a capacidade de 175 a 265 litros por pessoa e o mínimo de 1.200 litros por fossa.
  • Chicana de entrada com altura de 70cm e chicana de saída com 90cm.
  • A pressão do concreto na forma nunca ultrapassa os 4.500 kg/m² qualquer que seja a altura e velocidade de lançamento. A pressão não se transmite além dos 2,20m de profundidade.

CONCRETO / ARGAMASSAS

  • OS ENSAIOS ACELERADOS DE CONCRETO CONSISTEM-SE EM AQUECER OS CORPOS DE PROVA EM ÁGUA FERVENTE (BANHO-MARIA) PARA OBTENÇÃO PRÉVIA DE SEUS RESULTADOS
  • Ensaio: 24 horas após a moldagem.
  • Aquecimento: 3,50 horas (a 100 graus Centígrados).
  • Moldagem e Cura: as mesmas do processo convencional.
  • Resultado: equivalente aos de 28 dias (sendo necessária a aferição dos primeiros rompimentos).
  • O USO DA POZOLANA - As pozolanas são materiais naturais ou artificiais que contém silica em forma reativa. São materiais silicosos ou silico-aluminosos que têm pouca qualidade cimentante intrínseca mas finamente pulverizadas e na presença de umidade, reagem com o hidróxido de cálcio à temperatura normal, formando produtos com capacidade cimentante. Os materiais pozolânicos mais comuns são: a pozolana original (pumicita), as calcedônias e as opalas, terras diatomáceas calcinadas, argilas calcinadas e as cinzas volantes. As cinzas volantes são precipitadas eletrostaticamente dos fumos de exaustão das centrais termelétricas a carvão e são as pozolanas artificiais mais comuns. As cinzas volantes quando adicionadas ao cimento podem alterar a cor do concreto. A adição de cinzas volantes ao cimento tipo Portland é feita em proporção que varia de 15% a 40%. A principal vantagem na adição de pozolanas ao cimento comum reside na sua hidratação lenta e, portanto, com baixo despreendimento de calor, fator importante nas obras de concreto massa. Outra vantagem em seu emprego é o aumento de resistência do concreto aos sulfatos e outros agentes agressivos. A reação pozolânica deixa menos hidróxido de cálcio para ser lixiviado, reduzindo também a permeabilidade do concreto. Com a substituição de parte do cimento por pozolana, os concretos passam a ter menores resistências iniciais, só desaparecendo essa desvantagem após cerca de 3 meses, a partir de onde suas resistências são cerca de 10 a 15% superiores aos dos concretos comuns.
  • CORPOS DE PROVA DE CONCRETO
  • HASTE: comprimento 600mm - diâmetro 16mm (pode ter punho).
  • MOLDES: 6 unidades - 2 aos 7, 2 aos 28 e 2 aos 90 dd.
  • AMOSTRA: não colher no início ou final da betonada.
  • ADENSAMENTO: 4 camadas iguais - 30 golpes por camada - a haste não deve penetrar na camada já adensada - pode-se bater levemente na face externa do molde para fechar os vazios criados com a haste - alisar a superfície.
  • CURA: cobrir com panos ou papéis molhados - conservar à sombra - mantê-los, por 12 horas, em superfície horizontal.
  • SLUMP-TESTE
  • HASTE: comprimento 600mm - diâmetro 16mm.
  • ENSAIO: untar os moldes com óleo fino - manter os moldes firmemente com os pés - 3 camadas iguais - 25 golpes por camada uniformemente distribuídos - na primeira camada aplicar a metade dos golpes próxima à borda - a haste deve penetrar na camada imediatamente inferior - remover o excesso da última camada com a haste - desmoldar em seguida - tomar a medida do centro do cone - havendo desmoronamento, repetir o ensaio.
  • ARGAMASSAS - A resistência das argamassas para o chapisco, para o reboco e para o emboço, deve diminuir de dentro para fora, nunca confinando uma camada mais fraca entre outras de traço relativamente mais rico em cimento.

CURIOSIDADES

  • O Palmo, a Braça, o Pé, a Polegada, etc, são antigas Medidas Inglesas que correspondiam, na época, aos tamanhos dos respectivos membros do Soberano em exercício.
  • Nos EEUU um Galão mede o correspondente a 3,785 litros. Na Inglaterra 4,456 litros. O Galão Tupiniquim 3,60 litros rasos.

EQUIPAMENTOS

  • POTÊNCIA DOS EQUIPAMENTOS
Máquina de Solda Bambozzi 60/375A: 18.0 CV - Betoneira 580l: 7.5 CV - Betoneira 320l: 5.0 CV - Serra Circular/Desengrossadeira: 5.0 CV - Esmerilhadeira Portátil: 1.0 CV - Guincho de Elevação: 5.0 CV - Vibrador de Imersão(motor): 2.0 HP - Esmeril de Bancada: 0.5 HP - Circulador de Ar: 1.25HP.
  • APAGÃO - POTÊNCIA ELETRODOMÉSTICOS (em Watts)
Aparelho de Som: 100 - Aspirador de Pó: 600 - Bomba d'água: 300 - Cafeteira Elétrica: 600 - Chuveiro elétrico: 4400 - Enceradeira: 300 - Ferro Elétrico: 1000 - Forno Elétrico: 1500 - Forno Microondas: 1300 - Freezer: 400 - Geladeira Duplex: 300 - Geladeira Simples: 200 - Impressora Jato Tinta: 50 - Impressora Laser: 400 - Impressora Matricial: 200 - Lâmpada Fluorecente: 20 - Lâmpada Fluorecente: 40 - Lâmpada Incandescente: 60 - Lâmpada Incandescente: 100 - Lavadora de Louças: 1500 - Lavadora de Roupas: 1000 - Limpadora a Vapor: 2200 - Micro-Computador: 200 - Secador de Cabelo: 900 - Secadora de Roupas: 3500 - Tanquinho: 300 - Torneira Elétrica: 3000 - Torradeira: 800 - TV Cor -14 pol.: 80 - TV Cor-20 pol.: 200 - TV Cor-29 pol.: 320 - TV Preto e Branco: 100 - Ventilador/Circulador: 150 - Vídeocassete: 100
  • CONSUMO DE COMBUSTÍVEL(em l/h)
GRUPO GERADOR (M.Perkins-60KVA): 15.1 - YAMAR N/NS/NSB/B: 1.3 - AGRALE M-73: 1.3 - AGRALE M80/M85/M90: 1.5 - GSDB(Motor Perkins 3.152): 3.6 - XA-60/XA-80: 6.5 - CBT 2105: 10.5 - 580H: 6.0 - CA-15: 6.5 - TC-15B: 12.0 - TC-18: 16.0 - TH-10: 5.5 - SP-8.000: 10.0 - TS-14 (cada motor): 14.0 - D4-E: 12.0; D6-C/D: 19.0 - D8-K: 36.0 - D8-L: 38.0 - D155 (Motor Cumins): 32.0 - 120 B: 18.0 - 120 G: 17.0 - 966 C/R: 23.0 - S90 / FE 105: 16.0 - 930R: 14.0 - W 20: 15.5 - W 36: 23.0 - LC-80//LY-2P: 16.0 - SA-37S: 6.5.
  • ANTES DE UTILIZAR UMA BOMBA ELÉTRICA, ATENÇÃO:
  • a Bomba Trifásica deve funcionar em sentido ANTI-HORÁRIO.
  • Feita a ligação elétrica e observando-se, fora d'água, o sentido do tranco, inverter as fases do cabo, se necessário.

EQUIPAMENTOS - PARTE RODANTE

  • Aumentando a vida útil: Use sempre a sapata mais estreita que proporcione flutuação adequada.
  • Aumentando a vida útil: Ajuste a esteira quanto à tensão correta. Ajuste sempre a esteira em seu local de trabalho.
  • Aumentando a vida útil: Efetue inspeções diárias do equipamento. Verifique quanto a parafusos soltos, retentores com vazamento e desgaste anormal.
  • Aumentando a vida útil: Conserve o material rodante livre de lama e entulho, de modo que os roletes possam girar livremente.
  • Aumentando a vida útil: Os protetores de roletes podem ser eficientes em muitas aplicações para reduzir o desgaste e a avaria dos componentes. Entretanto poderão reter entulho e aumentar os efeitos do acúmulo. Eles são projetados para uso em condições de alto impacto.
  • Aumentando a vida útil: Não estacione a máquina sobre lama, água ou corrosivos como óleo ou graxa.
  • Aumentando a vida útil: Aperte corretamente as ferragens da esteira utilizando o método do giro adicional.
  • Aumentando a vida útil: Mantenha registros adequados do material rodante.
  • Pontos de operação: Minimize operações em marcha à ré ou a alta velocidade em situações não produtivas.
  • Pontos de operação: Alterne a direção. Efetuar curvas constantes somente para um lado desgastará uma esteira mais rapidamente que a outra.
  • Pontos de operação: Se sua tendência é trabalhar mais com um lado da máquina do que com o outro, faça o rodízio das esteiras.
  • Pontos de operação: Não patine as esteiras. Isto aumenta a proporção do desgaste nas sapatas, mais do que em qualquer outro componente.

INFORMATIVO / DIVERSOS

  • FÁBRICAS DE CIMENTO NO BRASIL...
Perus-SP, Guaxindira-RJ, João Pessoa-PB, Santa Helena-SP, C. Itapemirim-ES, Itaú-MG, BH-MG, Paulista-PE, P.Machado-RS, Campos-RJ, Volta Redonda-RJ, Morretes-RGS, George Oeteres-SP, Aratú-BA, Rio B. do Sul-PR, Uberaba-MG, I.de Itapessoca-PE, Itapeva-SP, Rio de Janeiro-RJ, Barroso-MG, Pedro Leopoldo-MG, Corumbá-MT, Itapevi-SP, Itajaí-SC, Matosinho-MG, Capanema-PA, Arcos-MG, Aracajú-SE, Sobral-CE, Montes Claros-MG, Goiânia-GO, Val de Parmas-RJ, Mossoró-RN, Brasília-DF, Corumbá-GO, Apiaí-SP, Jacupiranga-SP, Rio Branco-PR, Salvador-BA.
  • CORES PADRÕES DAS TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS - Combate Incêndio: vermelho - Água fria: verde - Gases não liquefeitos: amarelo - Ácidos: laranja - Cor vaga: marrom - Vapor: branco - Vácuo: cinza claro - Eletrodutos: cinza escuro - Álcalis: lilás - Ar comprimido: azul - Inflamáveis e comb. alta viscosidade: preto - Gases liquefeitos e comb. baixa viscosidade: alumínio.
  • A NR 17 da Portaria Mtb 3.214 admite: Transporte e descarga individual de peso: máximo de 60kg. Levantamento individual de peso: máximo de 40kg.

MADEIRAS

  • DENSIDADE DA MADEIRA (15% de umidade)
  • Ipê Preto: 0,96t/m³
  • Ipê Amarelo: 1,3t/m³
  • Peroba: 0,78t/m³
  • Eucalipto: 0,78 a 0,95t/m³
  • Pinho: 0,54t/m³.
  • MADEIRAS BRASILEIRAS
acapu, amendoim, andiroba, angelim-pedra, angelim-vermelho, angico preto, angico vermelho, aroeira do sertão ou urundeúva, bicuíba rosa, braúna-preta, cabreúva-parda, cabreúva-vermelha ou bálsamo, canafístula ou guarucaia, canela-sassafrás, carvalho-brasileiro, caviúna, cedrinho ou quarubarana, cedro, cerejeira, cumaru ou champagne, cumbaru ou baru, capiába, faveiro, freijó, garapa ou grapiapunha, imbuia, ipê ou ipê pardo, itaúba-preta, jacarandá ou jacarandá da bahia, jarana, jatobá ou jataí, louro pardo ou louro claro, maçaranduba ou paraju, mogno ou aguano ou marhogany, muiracatiara, oiti, pau-amarelo ou pau-cetim, pau-marfim ou marfim, pau-rocho, pequiá ou pitiá, peroba de campos, pinho-de-riga, pinho-do-paraná, pinus eliotti, sucupira, sucupira amarela ou guaiçara, taiéva ou amoreira, tatajuba, tauari, virola ou bicuíba-branca.

ORÇAMENTO DE OBRAS

  • CONFERINDO SEUS LEVANTAMENTOS: O peso do aço calculado deverá estar entre 80 a 120 kg por m³ do concreto estrutural empregado.
  • CONFERINDO SEUS LEVANTAMENTOS: A área de forma levantada, deverá estar entre 10 e 14 m² por m³ do concreto estrutural empregado.
  • CONFERINDO SEUS LEVANTAMENTOS: A área de pisos levantada, deverá estar bem próxima de sua Área Construída, a menos da área de garagens ou outras sem revestimento, e acrescentando-se eventuais áreas externas revestidas.
  • ESTIMATIVA DO CONSUMO DE ÁGUA - Fabricação de concreto na obra: 250 l/m³ - Lançamento de concreto: 250 l/m³ - Operário não alojado: 45 l per capita - Alojamentos provisórios: 80 l per capita - Escritórios: 50 l per capita - Refeitórios: 20 l/refeição - Fábricas em geral (uso pessoal): 70 l/operário - Edifícios públicos/comerciais: 50 l per capita - Ambulatórios: 25 l per capita - Postos de serviço: 150 l por veículo - Casas populares ou rurais: 120 l per capita - Limpeza obra tamanho médio 1.000 l/dia.

TRANSPORTE DE EQUIPAMENTOS

  • A carreta Prancha, ou a seca, transportam 2 RETRO CASE 580 H.
  • A prancha transporta a CAT-966 e ainda um rolo CA-15.
  • O Transporte de uma carga de até 25 ton. e até 3,20m de largura, em Carreta de 3 eixos, dispensa Batedores.
  • Caminhão Carroceria Truck suporta o TRATOR CAT D6, mas não passará na balança da Polícia Rodoviária!
  • Apenas com carreta Prancha deve-se transportar a S-90 ou a 966.

Sobe

todo o site
EngWhere Orçamentos Ltda ® - Todos os direitos reservados